Mineração goiana deve entrar em acordo bilateral com Suécia

0
2656
Foto: Reprodução Web

Estudo apresentado em evento na quarta, 4, destaca os setores de mineração, alimentos, veículos e biocombustíveis para acordos futuros.

Representantes do governo goiano e da embaixada sueca estiveram em um encontro na quarta-feira, 4, para dar continuidade às negociações de um acordo bilateral entre Goiás e Suécia. O evento – organizado pela embaixada com o apoio da Superintendência Executiva de Comércio Exterior da Secretaria de Desenvolvimento (SED) – teve como destaque a apresentação de possibilidades de cooperação, a exemplo do setor mineral.

Estiveram presentes o secretário de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, o embaixador Per-Arne Hjelmborn, o superintendente Executivo de Comércio Exterior, Willian O’Dwyer, o superintendente de Indústria e Comércio, Luiz Medeiros, além de representantes da FIEG, de instituições de ensino e da administração pública.

Na ocasião, o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB) e o Conselho de Comércio e Investimento da Embaixada da Suécia (Business Sweden) apresentaram um estudo onde identificaram as oportunidades de cooperação entre a Suécia e Goiás. No estado, segundo o estudo, os potenciais de cooperação estão principalmente no setor de mineração, alimentos, veículos e biocombustíveis.

O secretário da SED, Francisco Pontes, destacou a capacidade da Suécia e a possibilidade de trocas vantajosas. “Este é um momento muito importante, pois hoje poderemos discutir sobre o que podemos construir juntos, os caminhos para nossa parceria. Sabemos do potencial e expertise da Suécia na mineração, tecnologia, e inovação”, avaliou.

O encontro foi organizado dentro da 6ª edição das Semanas de Inovação Suécia-Brasil, que busca ampliar e fortalecer parcerias de inovação entre os dois países nas áreas de aeronáutica, digitalização, políticas de inovação, cidades sustentáveis, gerenciamento florestal e intercâmbio universitário.