Senai e Votorantim fazem parceria para reaproveitar rejeitos

0
3434
Planta Piloto de Extração de Metais consegue separar metais de rejeito por meio do calor - Foto: Divulgação Senai.

Por meio da pirometalurgia, planta piloto consegue separar metais valiosos de resíduos minerais e industriais.

A Votorantim Metais e o Senai Cimatec estão desenvolvendo, em parceira, uma planta piloto para reaproveitar rejeitos minerais. A Planta Piloto de Extração de Metais foi criada com o objetivo de recuperar metais valiosos que se perdem em resíduos da mineração e da siderurgia.

O projeto está localizado no polo industrial da cidade de Simões Filho, na Bahia. A iniciativa recebeu o investimento de R$ 3 milhões da parceria e, segundo as entidades envolvidas, irá servir como base de pesquisas e testes para o setor mineral e também para a área de sucatas e eletrônicos. A planta também conta com recursos da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

No local, é utilizada tecnologia pirometalúrgica que possibilita a separação do metal dos resíduos. O processo consiste na queima dos resíduos em altas temperaturas para que, por meio de transformações químicas e físicas, os minérios sejam separados e extraídos.

Segundo o gerente da área de desenvolvimento de produtos industriais do Senai Cimatec, André Oliveira, a planta conta com um viés sustentável. “Ela pode ser utilizada para pesquisas e testes para um grande espectro de resíduos das áreas de mineração e sucata eletrônica. O seu conceito está fortemente amparado na sustentabilidade, pois, ao mesmo tempo em que consegue reduzir impactos ambientais, agrega valor aos resíduos”, explica.