China: minério de ferro fecha 4ª semana de perdas com preocupações na produção de aço

0
214
Foto: Reprodução/ Internet.

Contratos futuros de minério de ferro mais negociados na Bolsa de Dalian, para entrega em setembro, fecharam em queda de 3,7% nesta sexta. No balanço semanal, queda de 1,6%.

Os contratos futuros de minério de ferro na China despencaram na sexta-feira e registraram sua quarta queda semanal consecutiva, já que as preocupações com os controles da produção de aço ofuscaram a demanda por ingredientes siderúrgicos e engoliram os ganhos registrados no início desta semana.

O fornecimento geral de minério de ferro das quatro principais mineradoras deve aumentar significativamente no segundo semestre de 2021, escreveu a SinoSteel Futures em uma nota.

Se os controles de produção relacionados ao meio ambiente forem implementados, o mercado pode ter um excesso de oferta de minério de ferro, acrescentou a nota.

Os contratos futuros de minério de ferro mais negociados na Dalian Commodity Exchange, para entrega em setembro, fecharam em queda de 3,7%, para 1.163 yuans (US$ 179,25) por tonelada. Queda de 1,6% na semana.

Os preços spot do minério de ferro com 62% de teor de ferro para entrega à China permaneceram inalterados em US$ 219 por tonelada nesta quinta-feira (08/07), de acordo com a consultoria SteelHome.

Os futuros do carvão metalúrgico na bolsa de Dalian caíram 1,1%, para 1.857 yuans (US$ 286,21) por tonelada.

As taxas de utilização da capacidade dos altos-fornos em 247 usinas siderúrgicas se recuperaram para 86% nesta sexta-feira, ante 81% na semana anterior, mas ainda estavam muito abaixo do mesmo nível do ano anterior, mostraram dados da consultoria Mysteel.

O vergalhão de aço mais negociado na Bolsa de Futuros de Xangai, para entrega em outubro, subiu 0,3%, para 5.428 yuans (US$ 836,60) por tonelada.

As bobinas laminadas a quente, usadas no setor de manufatura, aumentaram 0,4% para 5.795 yuans (US$ 893,17) por tonelada no fechamento.

O vergalhão e as bobinas a quente ganharam 5,9% e 7%, respectivamente, nesta semana.

Os futuros do aço inoxidável de Xangai, para entrega em agosto, saltaram 1,6%, para 17.360 yuans (US$ 2.675,66) por tonelada.

O preço de fábrica da China subiu em um ritmo ligeiramente mais lento em junho, após os esforços do governo para controlar os preços das commodities, mostraram dados do bureau de estatísticas.

(Cotação – US$ 1 = 6,4881 yuan renminbi chinês).


Por Reuters.

 

Voltar