Yara vende projeto de fosfato no Brasil por US$ 410 mihões

0
280
Projeto Serra do Salitre - Foto: Yara / Divulgação.

Fabricante norueguesa de fertilizantes repassa projeto que estava sendo construído em Serra do Salitre (MG).

A fabricante norueguesa de fertilizantes Yara International informou, neste domingo, dia 1º, que concordou em vender seu projeto de mineração de fosfato em Serra do Salitre (MG) para a EuroChem Mineral & Chemical Co. por US$ 410 milhões em espécie.

O avanço do projeto foi prejudicado pela pandemia da covid-19, segundo a companhia. Além disso, os gastos de capital necessários para a conclusão do projeto são semelhantes ao valor de desinvestimento. “A transformação contínua tem um foco estratégico em soluções alimentícias, produtos premium e viabilização da economia de hidrogênio. O desinvestimento de Salitre, portanto, apoia a transformação da Yara, realocando capital e apetite de risco nos próximos anos para as áreas de foco estratégico”, informou a empresa.

Segundo a Yara, as capacidades de produção do projeto (quando concluídos), somadas as operações das plantas de mineração e química, serão: 1,2 milhão de toneladas de concentrado fosfático/ano; 1 milhão de toneladas/ano de ácido sulfúrico; 250 mil toneladas/ano de ácido fosfórico e 950 mil toneladas/ano de fertilizantes granulados.

A norueguesa espera reconhecer uma despesa de desvalorização de cerca de US$ 400 milhões no terceiro trimestre da venda. O negócio deve ser concluído em aproximadamente seis meses e está condicionado à obtenção das aprovações regulatórias locais necessárias e às condições habituais de fechamento.

 

Com informações do Estadão Conteúdo.

 

Voltar