Matérias-primas siderúrgicas sobem na China

82
Foto: Reprodução/ Internet.

Além do carvão metalúrgico, que subiu 5%, o minério de ferro também fechou a quinta-feira em alta na China.

Os contratos futuros das matérias-primas para a siderurgia avançaram nesta quinta-feira (16/12), na China, com o carvão metalúrgico subindo 5%, alimentado pela esperança de recuperação da produção de aço após restrições severas nos primeiros 11 meses do ano.

A maior produtora de aço do mundo produziu 946,36 milhões de toneladas do metal de janeiro a novembro, queda de 2,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Huatai Futures escreveu em uma nota que, uma vez que as metas para a produção de aço bruto foram cumpridas, algumas usinas estão retomando a produção e a lucratividade está relativamente boa.

Uma consultoria do governo previu na quarta-feira (15) que a demanda por aço da China poderia cair em 2022 a partir deste ano, mas o consumo de construção de infraestrutura, automóveis e outros setores continuará oferecendo suporte.

Os futuros de minério de ferro de referência na Dalian Commodity Exchange, para entrega em maio, terminaram em alta de 2,8%, para 673 yuanes (US$ 105,71) a tonelada.

Já no porto de Qingdao, a principal matéria-prima do aço avançou 4,56%, fechando o dia a US$ 116,06. Os preços no mercado físico subiram US$ 2, para US$ 117,50 a tonelada, segundo a consultoria SteelHome.

Os preços do aço na Bolsa de Futuros de Xangai também subiram. O vergalhão usado na construção aumentou 2,4% para 4.529 yuanes por tonelada e as bobinas laminadas a quente, usadas no setor de manufatura, avançaram 2,7%, para 4.719 yuanes por tonelada.

 

Fonte: Reuters.

Voltar