Mina Stobie localizada em Sudbury, Ontário, no Canadá - Foto: Agência Vale

Mina centenária terá atividades paralisadas para manutenção.

Vale anuncia suspensão nas operações da Mina Stobie, localizada em Sudbury, Ontário, no Canadá. A mina tem mais de 120 anos e passará por cuidados e manutenção ainda em 2017. A paralização das operações na Stobie resultará em uma redução de aproximadamente a produção de 4 a 6 toneladas de níquel e de 5 a 8 toneladas de cobre anualmente.

“Esta é uma decisão necessária, mas triste”, disse Stuart Harshaw, vice-presidente de Operações de Ontário. “Stobie tem uma história rica e tem sido parte do nosso sucesso por mais de um século. No entanto, depois de mais de 100 anos de operação, a mina está se aproximando do final da sua vida natural. A baixa produtividade de Stobie não é mais econômica para o ambiente de preços desafiadores de hoje”, acrescenta.

Stobie teve sua primeira operação de poço aberto em 1890.

As operações subterrâneas começaram em 1914. Com mais de 375 milhões de toneladas produzidas ao longo dos anos, mais minério foi extraído do complexo Frood-Stobie do que qualquer outra mina na Bacia de Sudbury.

O futuro da mina vem sendo revisado há algum tempo. Os fatores que contribuíram para essa revisão foram os baixos preços dos metais e os atuais desafios do mercado, a diminuição das classes de minério e, mais recentemente, os problemas de sismicidade que restringiram a produção abaixo do nível de 3.000 pés.

Existem cerca de 230 funcionários na mina. A companhia afirma que a decisão resultará em reduções da força de trabalho, entretanto esforções estão sendo feitos para minimizar os impactos sobre esses trabalhadores. Ainda não foi estabelecida uma data específica para a paralização para cuidados e manutenção.

“A Vale está comprometida com nosso futuro em Sudbury”, disse Harshaw. “Ao longo da última década, investimos US $ 4,7 bilhões para modernizar e atualizar nossas operações. Neste período prolongado de incerteza no mercado de metais básicos, vamos continuar a monitorar as condições econômicas de perto e tomar decisões disciplinadas operacionais no menor prazo possível, seguindo os interesses de nossa companhia, de nossos funcionários e da comunidade”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui