Empresa reverte dívidas de US$ 6,38 bilhões registrados em 2016 e busca negócios mais rentáveis.

A mineradora anglo-australiana BHP fechou o ano fiscal de 2017 no dia 30 de junho com uma receita de US$ 38,28 milhões, apontando um crescimento interno de 23,8%, em relação ao mesmo período anterior. A mineradora reverteu o prejuízo registrado no ano fiscal de 2016, no valor de US$ 6,38 bilhões, gerando lucro líquido direcionado aos acionistas de US$ 5,89 milhões e lucro total em suas operações de US$ 11,753.

De acordo com a empresa, os resultados positivos tiveram como base a recuperação nos preços das commodities no período, e uma baixa base de comparação, já que os resultados do ano anterior foram negativos. Há um ano, a BHP registou uma baixa contábil nas operações onshore de petróleo e gás dos Estados Unidos, além dos encargos do desastre na barragem de Fundão, em Minas Gerais, em 2015.

A companhia também afirmou ter concluído que suas operações de xisto nos Estados Unidos não são estratégicas, e que serão abandonadas. A decisão da BHP veio meses depois de uma campanha por parte do fundo Elliott Management, um investidor ativista localizado em Nova York, para que a empresa fizesse uma separação das operações de xisto e deixasse de ser cotada em Londres e na Austrália.

“Nós mudamos nosso foco para projetos que têm capacidade de retornos altos e que requerem custos mais baixos, com o objetivo de reduzir as despesas de capital em mais de 70%. Fortalecemos nosso balanço patrimonial e alteramos nossa política de dividendos para garantir que tenhamos estabilidade e flexibilidade para criar valor e recompensar os acionistas em um ambiente mais volátil”, explica o presidente da BHP, Jac Nasser.

O diretor-presidente da BHP, Andrew Mackenzie, afirmou que a simplificação do portfólio teria resultado em ganhos maiores de produtividade, fazendo com que o retorno de capital tenha aumentado em 10%.

Com um fluxo de caixa positivo e estabilizado, além da queda de US$ 9,8 bilhões na dívida líquida, para US$ 16,32 bilhões, a BHP disse que vai pagar um dividendo final de US$ 0,43 por ação, contra US$ 0,14 no ano anterior.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui