Minério de ferro fecha agosto em alta

0
2069
Foto: Reprodução Web

Crescimento foi impulsionado por minério de alto teor e mercado chinês.

No último pregão do mês de agosto, os contratos futuros da Ibovespa, que vencem em outubro, apresentaram alta de 0,57%, chegando aos 71.830 pontos. A alta do minério de ferro em vista do resultado acima do esperado do setor industrial chinês em agosto seria responsável pelos resultados.

O destaque na alta mineral vai para os minérios de alto teor. Os insumos de alta qualidade mineral agora têm o dobro do valor dos produtos de qualidade inferior.

Uma tonelada de minério de teor de ferro 65% foi vendida por cerca de US$ 100 ainda nessa última semana do mês. Já o minério de teor 58% foi vendido a menos de US$ 50. O preço de referência para minérios de 62% Fe ficou perto de US$ 76. Em 2016, o spread entre os teores de 58% e 65% era menor que US$ 10 em cada tonelada.

Mesmo com a melhora nos resultados, a Vale e a Petrobrás não conseguiram atingir suas máximas no mês de agosto. A Vale chegou perto da sua máxima de R$ 35,43, alcançada no dia 20 de fevereiro. Atualmente, as ações da companhia são negociadas a R$ 34,78, impulsionadas pela alta no minério de ferro.

China

Os futuros do aço e do minério de ferro na China subiram também nessa quinta-feira, 30. Os futuros do minério de ferro na bolsa de Dalian saltaram 3,9%, para 573 iuanes por tonelada. No balanço mensal, a commodity cresceu de 5,7% em agosto. Já o valor do vergalhão de aço na bolsa de Xangai fechou em alta de 1,8%, a 3.927 iuanes por tonelada. No total mensal, o aço fechou agosto com alta de 11%.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui