Para diminuir a poluição, país vai cortar um terço das licenças de operação de minério de ferro.

A China vai cancelar cerca de um terço das licenças para minerar ferro concedidas pelas autoridades, como parte dos esforços para melhorar a qualidade do ar no país. Segundo o engenheiro-chefe da Associação de Minas Metalúrgicas da China, Lei Pingxi, mais de mil licenças de mineração serão revogadas como parte da campanha chinesa de combate à poluição.

“Algumas minas de menor porte, que não prestaram atenção às questões ambientais, simplesmente fechavam as portas temporariamente para lidar com inspeções. Essas pequenas mineradoras terão de atualizar seus processos de produção para sobreviver; de outra forma, serão eliminadas”, afirmou.

De acordo com o descrito na lei de incentivo à diminuição da poluição, de agora em diante as atividades de mineração deverão ser realizadas apenas em lugares que não abriguem reservas naturais.

Nos últimos anos, a quantidade de minas de ferro na China caiu de mais de três mil para apenas 1,9 mil.

De acordo com o diretor-executivo da Vale, Peter Poppinga, a queda da potência chinesa ainda acontece. “Algumas das minas estão até importando cargas marítimas de minério de baixo teor e trabalhando para melhorar a qualidade, ao invés de investirem em suas próprias minas. O setor de mineração chinês está realizando cada vez menos investimentos de capital em tonelagem de substituição, e isso levará à produção mais baixa no futuro”, disse.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui