Minas-Rio apresenta queda na produção

0
2308
Sistema Minas-Rio - Foto: Reprodução Internet.

Relatório de produção trimestral da Anglo American mostra que produção de cobre subiu enquanto a de minério de ferro abaixou.

O grupo Anglo American apresentou nesta terça-feira (24), seu relatório de produção do terceiro trimestre de 2017. O relatório apontou queda na produção do sistema Minas-Rio, o maior projeto da empresa. Na planta, foram produzidos 4,2 milhões de toneladas de minério de ferro, número que aponta uma queda de 6% em relação ao comparativo do ano passado. Segundo a mineradora, a queda tem origem na produção de minério de baixo teor.

A previsão de produção para o ano permanece, entre 16 e 18 milhões de toneladas de pellet feed, produto que é usado para transformar o minério em pelota. O sistema agora precisa de conseguir licenças para a Etapa 3 de suas atividades, para que a operação possa incluir toda a extensão de minério bruto e passe a produzir 26,5 milhões de toneladas por ano.

“Nós entregamos outro forte desempenho de produção em todos os nossos negócios. A produção de Grosvenor tem crescido substancialmente à medida que os novos procedimentos operacionais vêm sendo implementados, enquanto Gahcho Kué e Minas-Rio continuam a gerar contribuições positivas”, afirmou, em nota, o presidente do Grupo Anglo American, Mark Cutifani.

Outro mineral, no entanto, ofereceu resultados positivos na Anglo. A produção de cobre subiu 5%, para 147.300 toneladas. Já nas operações de níquel, em Niquelândia e Barro Alto (GO), a produção ficou estável, de uma forma geral, com os fornos de fundição. A produção no período foi de 11.200 toneladas e a previsão de produção anual prevista está entre 43 e 45 mil toneladas. A produção de platina também se manteve estável nos últimos três meses, com 621 mil onças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui