Motivo é nova política chinesa para redução da poluição em Pequim.

A China deve ultrapassar o Japão em 2018 como maior importador mundial de gás natural, usado em substituição ao carvão, mineral poluente. A estimativa se deve a medidas tomadas por Pequim no combate à poluição. Segundo a agência de notícias Reuters, os chineses chegaram a superar os japoneses nas importações em setembro e em novembro de 2017.

Atualmente a China já é o maior importador de petróleo e carvão, e o terceiro maior consumidor mundial de gás natural, ficando atrás apenas de Estados Unidos e Rússia. No entanto, o país asiático ainda precisa importar cerca de 40% para suprir a demanda interna.

Segundo levantamento da Reuters, as importações da China de gás encanado e de gás natural liquefeito (GNL) cresceram em mais de um quarto em 2017, comparado a 2016, para 67 milhões de toneladas. Só as importações de GNL, por exemplo, aumentaram 50%.

Os dados incluem chegada de navios carregados com GNL na China e estimativas mensais do fluxo de importação de gasodutos. São informações preliminares, pois os números de dezembro ainda não foram fechados.

Com informações da Reuters.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui