Governo aprova baterias elétricas contra apagões em Roraima

0
5083
Baterias elétricas. Foto: Secretaria de Energia e Mineração de São Paulo/ Divulgação.

Decisão também prevê a construção de novas usinas. Parte da demanda de energia do estado é atendida pela Venezuela, que tem registrado falhas na geração devido à crise econômica e provocado blecautes constantes.

O governo federal aprovou a contratação de um sistema de armazenamento de energia e de novas usinas de geração para solucionar os problemas de apagões em Roraima. O estado tem parte da demanda energética atendida pela Venezuela, no entanto, devido a crise pela qual o país vizinho vem passando, a geração de energia tem sido seriamente comprometida.

De acordo com informações do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), divulgadas pela agência de notícias Reuters, serão contratados sistemas de baterias que somarão 70 megawatts, com capacidade de energia de 35 megawatts-hora.

Em fevereiro deve ser divulgada uma portaria com diretrizes para a contratação dos sistemas de armazenamento e das novas usinas. Um leilão está previsto para ser realizado em junho.

Ainda segundo a Reuters, durante reunião do CMSE em dezembro, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) apontou que tem estudado “mecanismos de redução da demanda e do consumo da região por meio de eficiência energética”. Entre essas medidas está a realização de um leilão para contratar projetos de eficiência energética, também previsto para o primeiro semestre deste ano.

O objetivo é evitar desligamentos totais da carga em Roraima, no caso de problemas no recebimento de energia da Venezuela, enquanto as novas usinas serão contratadas para substituir contratos de geração emergencial no estado.

Com informações da Reuters.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui