Territórios Sustentáveis e Instituto Juruti firmam parceria no PA

0
1519
Representantes dos dois programas assinam TCT. Foto: Programa Territórios Sustentáveis/ Divulgação.

Programas atuam em municípios do Pará e estimulam o desenvolvimento das cidades de Juruti, Oriximiná, Faro e Terra Santa.

O Instituto Juruti Sustentável e o programa Territórios Sustentáveis assinaram um Termo de Cooperação Técnica (TCT) com o objetivo de fortalecer os dois projetos. O primeiro atua há cerca de dez anos no município de Juruti e entorno, estimulando o empreendedorismo local com foco na sustentabilidade. O segundo, integra poder público, sociedade civil e mineradora no desenvolvimento das comunidades de Faro, Oriximiná e Terra Santa, há dois anos.

O TCT vai promover o fortalecimento de ações e o compartilhamento de experiências bem-sucedidas de ambos os programas. Também prevê o intercâmbio de especialistas, a prestação de apoio técnico mútuo e estratégias de financiamento detalhado em planos de trabalho. A assinatura ocorreu na última sexta-feira (2).

“O nosso objetivo com essa parceria é ter um olhar igual e o compartilhamento de informações para trabalhar a área sustentável e esperamos fazer um trabalho amplo e que venham retornos, não financeiro, mas social para a comunidade”, ressaltou a presidente do Instituto Juruti Sustentável, Idalina Albuquerque.

A coordenadora do Programa Territórios Sustentáveis, Jakeline Pereira, também destacou a importância da parceria. “Ambos (os programas) realizam atividades em comum e possuem desafios de melhoria do seu capital social, desenvolvimento econômico, na gestão pública e esta assinatura vai fazer com que nós possamos analisar os territórios. O objetivo principal é a troca de experiências”, disse.

O Territórios Sustentáveis é executado por três organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscips): Agenda Pública, Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam) e Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), com patrocínio da Mineração Rio do Norte. Ele atua em cinco eixos: Gestão Pública, Gestão Ambiental, Desenvolvimento Econômico, Capital Social e Quilombolas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui