Segundo balanço divulgado nesta segunda-feira, resultado reflete redução da atual gestão de reduzir produção de minério de baixa qualidade.

A produção de minério de ferro da Vale reduziu no trimestre, em comparação com o mesmo período do ano anterior e com o trimestre passado. Os dados estão no balanço trimestral da companhia, divulgado na manhã desta segunda-feira (16). Conforme o documento, a produção nos três primeiros meses deste ano foi de 82 milhões de toneladas (Mt), ficando 4,2 Mt abaixo do mesmo período em 2017 e 11,4 Mt abaixo do quarto trimestre.

Segundo nota divulgada pela Vale, a redução foi “devido principalmente à decisão da gestão do 2T17 de reduzir a produção de minério de baixa qualidade, reforçando o posicionamento da Vale como produtor premium e resultando na maior realização de preços e melhor margem desde o 1T17”. Outro fator que impactou na produção do primeiro trimestre foi o período de chuvas mais intenso, segundo a Vale.

A produção do Sistema Norte, que compreende Carajás e S11D, no Pará, foi impulsionada pelo ramp-up do S11D e atingiu a maior produção de minério de ferro para um primeiro trimestre em 40,6 Mt, ficando 12,9% maior do que no primeiro trimestre de 2017. A produção de pelotas foi de 12,8 Mt, o que representa 0,4 Mt a mais do que o mesmo período do ano passado, marcando o retorno das operações da planta de Tubarão II, no Espírito Santo.

Já as retomadas de Tubarão I e da pelotizadora de São Luís estão previstos para o segundo e terceiro trimestres, respectivamente.

Vendas

Por outro lado, houve um volume recorde de vendas de minério de ferro e pelotas para um primeiro trimestre, totalizando a comercialização de 84,3 Mt, 6,4 Mt a mais do que no mesmo período de 2017.

“O mix de vendas da Vale melhorou substancialmente ano contra ano, como resultado do ramp-up de S11D e da decisão de reduzir progressivamente a produção de minério de baixa qualidade. A participação da venda de pelotas, Carajás e minério blendado aumentou para 76% no 1T18 contra os 67% sobre as vendas totais do 1T17”, informou a mineradora.

Outro metais

A produção de níquel foi de 58.600 toneladas no trimestre, com vendas de 57.900 toneladas. A expectativa da companhia é que a produção de metal aumente
para 65.000 t no segundo trimestre.

Já a de cobre atingiu 93.300 toneladas, com vendas de 87.700 t. A expectativa é que a produção desse mineral chegue a 100 mil toneladas no próximo trimestre. A de cobalto totalizou 1.327 t no período, ficando 68 t maior do que nos mesmos meses do ano passado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui