Planejamento é para projetos de geração de energia eólica e solar no país.

A elétrica chinesa State Grid irá investir R$ 140 bilhões no Brasil ao longo dos próximos cinco anos, incluindo aportes previstos para a geração, transmissão e outros segmentos.De acordo com informações da agência de notícias Reuters, a companhia avaliou o potencial do Brasil para energia solar e eólica, incluindo nos estados do nordeste da Bahia e Rio Grande do Norte, além do sul do país.

Apenas os recursos para a transmissão deverão custar mais de R$ 90 bilhões, como afirmou o vice-presidente da unidade brasileira da empresa, Qu Yang.

Ele disse que a unidade poderia usar tecnologia de transmissão de alta voltagem, que manda grandes quantidades de energia a longas distâncias com poucas perdas. Isso permitiria conectar áreas remotas que podem gerar uma grande quantidade de energia eólica e solar a centros populacionais no Rio de Janeiro, São Paulo e no resto das Américas.

O vice-presidente completa que as companhias de geração de energia estão preocupadas com o crescimento da energia eólica gerando mais do que será usado, por isso busca a concretização da ideia de linha de transmissão. “Mas nós podemos instalar uma linha de transmissão que pode enviar a energia para onde ela precisa ir. Nós até poderíamos enviar aos Estados Unidos”, finalizou.

Com informações da Reuters

*Sob supervisão de Sara Lira

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui