Venda de carros elétricos no Brasil cresce 65% até maio

0
1562
Foto: Istock/ Divulgação.

Foram emplacadas 1.562 unidade no período, contra 946 nos mesmos meses de 2017.

As vendas de carros elétricos no Brasil subiram 65% nos primeiros cinco meses de 2018, em relação ao mesmo período de 2017. De acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), de janeiro a maio foram emplacadas 1.562 unidades nesse modelo, que produzem menos ou nenhum gás poluente. No ano passado, foram comercializadas 946 unidades no mesmo período.

O volume representa apenas 0,16% do total de automóveis comercializados no país. A Noruega, por exemplo, que lidera a venda carro elétricos, a comercialização chegou a 39% no ano passado.

Mesmo com o índice baixo, a ABVE acredita que a tendência é de crescimento nos próximos anos. Segundo informações divulgadas pela assessoria de imprensa da instituição, se os 65% de aumento em relação a 2017 prosseguirem, a expectativa é que 2018 se encerre com 5.438 veículos vendidos (contra 3.296 no ano passado inteiro).

“Essa evolução é expressiva porque 2017 já tinha sido um ano em que as vendas foram 202% superiores às de 2016 (3.296 contra 1.090). Portanto, em apenas três anos o mercado quintuplicou: as vendas de 2016 foram de 1.090 e as de 2018 deverão ultrapassar os 5 mil veículos”, informou a associação, por meio de nota.

Redução do IPI

A expectativa do setor é que o governo cumpra a promessa de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros elétricos, de 25% para 7%. Conforme noticiado pela Revista Mineração em janeiro, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), discutia a medida para publicação ainda no mesmo mês, o que não chegou a ocorrer.

Recentemente, o governo federal afirmou que, em breve, vai anunciar o Rota 2030, programa destinado ao incentivo da indústria automotiva no País, que, entre as pautas, prevê a redução do IPI. Híbridos e elétricos já são isentos do imposto de importação de 35%, já que não há veículos deste tipo feitos no Brasil.

De acordo com a ABVE, caso haja esse desconto no imposto, é possível que a venda de carros elétricos impulsione ainda mais, podendo chegar a 10 mil unidades emplacadas até o fim do ano.

Ao redor do mundo

A China foi o país que mais se destacou em 2017 no emplacamento de carros elétricos, sendo 580 mil unidades. O número representa a metade dos automóveis vendidos no mundo no ano passado: 1,1 milhão.

O país asiático está investindo na eletrificação de carros como uma medida de combate à poluição, problema recorrente no território. Com isso, ele ultrapassou os Estados Unidos, atualmente segundo maior mercado mundial.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui