Argentina começará a exportar gás natural para o Chile

0
3742
Refinaria da YPF em Vaca Muerta. Foto: YPF/ Divulgação.

Produto é extraído do campo de xisto de Vaca Muerta, na cidade de Neuquén.

Com a crescente produção de empresas do ramo de gás natural, como a estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales (YPF) e a Tecpetrol, a Argentina já apresenta condições de transportar o excedente de gás para o Chile.

De acordo com o ministro da Energia da Argentina, Juan José Aranguren, a exportação do produto seria feita durante o verão, pois é o período em que se consome menos gás.

A autorização para a comercialização do produto para o Chile já existia, mas as empresas eram obrigadas a importar o mesmo volume novamente para a Argentina no prazo de um ano.

“Neste verão vamos começar a assinar as permissões para a exportação de gás natural, em particular para o Chile, sem nenhuma condição de reimportação de gás natural. Chegamos a um nível de produção de gás de xisto em Vaca Muerta que nos permite projetar excedentes durante grande parte do ano”, disse Aranguren.

O ministro completou que, se os produtores favorecidos pelos preços sustentados pelo governo continuarem aumentando a produção em Vaca Muerta, na cidade de Neuquén, a Argentina será exportadora líquida de gás em 2021.

A importação de gás argentino é uma boa notícia para reduzir a poluição no sul do Chile, onde muitas casas queimam lenha, disse a ministra de Energia do Chile, Susana Jiménez, em entrevista a agência de notícias Bloomberg.

Com informações da Bloomberg

*Sob supervisão de Sara Lira

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui