BHP é notificada na Austrália sobre desastre da Samarco

0
4287
Mariana após o rompimento da barragem - Foto: Reprodução.

Empresa australiana informou que vai se defender de ações coletivas.

A BHP Billiton foi notificada de um processo de ação coletiva (“class action”) na Corte Federal da Austrália sobre o rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG), em 2015. O acidente provocou prejuízos ambientais incalculáveis e resultou na morte de 19 pessoas, além de destruir o distrito de Bento Rodrigues, deixando cerca de 300 famílias desabrigadas.

Conforme nota divulgada pela empresa nesta segunda-feira (23), a companhia afirmou que irá se defender da ação apresentada no Estado de Victoria. A BHP não informou quem havia entrado com a “class action”.

Em junho, a Samarco e suas controladoras Vale e BHP assinaram um acordo com autoridades brasileiras para extinguir ações judiciais no valor de R$ 20 bilhões referentes ao rompimento. O acordo também exclui pedidos de R$ 155 bilhões. Os demais permanecem suspensos até que seja comprovado o atendimento pelos programas da Fundação, ou eventual repactuação desses programas. O acordo também estabiliza a discussão acerca das garantias judiciais fixadas no valor de R$ 2,2 bilhões.

Na semana passada, a Vale informou que irá reconhecer uma provisão adicional de R$ 1,5 bilhão no balanço do segundo trimestre de 2018, para programas gerenciados pela Fundação Renova, instituição após o rompimento da barragem em 2015, para reparar os danos causados às famílias atingidas pelo acidente.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui