Objetivo é encontrar pessoas que tenham desaparecido na mata ao fugir da lama de rejeitos da barragem que se rompeu há uma semana.

A Polícia Militar intensificou, nesta sexta-feira (1º), as buscas na zona rural de Brumadinho (MG) na intenção de encontrar desaparecidos. A hipótese e que pessoas tenham corrido para a mata após o rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, da Vale, na última sexta-feira (25).

No total, 238 pessoas permanecem desaparecidas. Segundo o último levantamento do Corpo de Bombeiros, 110 vítimas morreram na tragédia, das quais já 71 foram identificadas. Cento e noventa e duas pessoas foram resgatadas e 395 localizadas.

De acordo com informações do governo estadual, a ação foi um pedido da população da cidade e conta com 400 policiais e 16 pelotões, além de cães farejadores. O responsável pelos trabalhos é o Comando de Operações em Áreas de Mananciais e Florestas (Comaf).

“Além dos policiais do Comaf, estão equipes especializadas em patrulhamento rural e a tropa da academia. Todos têm colaborado para fazermos a varredura”, destacou o major Santiago, porta-voz da Polícia Militar.

Relembre

A barragem que se rompeu espalhou 12 milhões de metros cúbicos de lama que atingiram a área administrativa da Vale, comunidades próximas e a pousada Nova Estância. Os rejeitos também caíram no Rio Paraopeba, curso d’água que é acompanhado pelos órgãos ambientais estaduais e federal.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui