Centaurus descobre novas áreas no projeto Salobo, no Pará

0
4106
Empresa tem realizado prospecções na região. Foto: Divulgação/ Centaurus.

Cobre e ouro são os principais minerais disponíveis para extração. Este é o segundo anúncio da empresa em menos de duas semanas, de descobertas de áreas prospectadas para mineração.

O projeto Salobo West, em Marabá (PA), tem se mostrado cada vez mais promissor. Nesta segunda-feira (20), a Centaurus Metals, divulgou ter descoberto uma nova e longa anomalia de cobre e ouro dentro da área correspondente ao empreendimento. Conforme divulgado pela Revista Mineração, no dia 13 deste mês, a mineradora já havia informado ter encontrado alguns alvos de cobre e de ouro na região.

A pesquisa atual mostra que no prospecto SW1-A há uma anomalia que se estende por mais de 3,2 quilômetros, por uma largura de 800 metros. “A extensa anomalia de Cu-Au [Cobre-Ouro] em solo representa um alvo de IOCG [Minério de Ferro, Cobre, Ouro] excepcional, e está hospedada na mesma sequência estratigráfica e a apenas 15 km ao longo da camada mineralizada da [mina] de cobre-ouro Salobo, da Vale, indiscutivelmente o segundo maior IOCG do mundo”, informou a mineradora em nota.

Ainda segundo a empresa, tanto o prospecto SW1-A quanto o SW1-B abrigam diversos alvos de sondagem com IOCG, bem como apresentam características geológicas, estruturais, geoquímicas e geofísicas similares a outros depósitos de IOCG de Carajás.

O processo de licenciamento para a sondagem junto ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) está em fase avançada, segundo a Centaurus, com previsão de aprovação para o início de 2018.

“É bastante raro que uma empresa júnior possa acessar projetos de exploração dessa qualidade no coração de uma das melhores províncias de mineração do mundo, perto de depósitos de primeiro nível e de minas de cobre-ouro e minério de ferro de classe mundial, em operação”, disse o diretor da Centaurus, Darren Gordon, em nota.

O executivo ainda salientou a importância de a mineradora ter acesso aos dados históricos que poderão permitir à companhia acelerar as atividades de exploração. “À medida que esses dados históricos forem revisados e validados e, à medida que nossa exploração avança, o valor significativo que vemos no projeto deve rapidamente tornar-se mais evidente para os nossos acionistas”, finaliza.

Salobo West

O projeto Salobo West fica a 15 quilômetros da mina Salobo, onde a Vale explora cobre e ouro. Segundo a Centaurus, a planta tem reservas de 1,2 bilhão de toneladas com teor de 0,63% de Cu e 0,4 g/t de Au e produziram aproximadamente 176.000 toneladas de cobre e 317.000 onças de ouro em 2016.

As áreas do projeto fazem parte de um acordo realizado entre Centaurus e Terrativa Minerais em outubro de 2016. O pacote, chamado Pará Exploration Package, inclui também o projeto de ouro Serra Misteriosa.